Adequando ambientes de estudo. Minha escola em casa.

abril 15, 2020

Com a quarentena fomos obrigados a nos reorganizar, a mudar nossa rotina e, assim, reorganizar nossa vida. Com isso, a necessidade de adaptar ambientes em casa para que possamos trabalhar e estudar foi fundamental nesse momento. Até porque estamos com nossa família em casa e com emoções alteradas pelo confinamento.

Pensando nisso a nossa dica de hoje é de como montar um ambiente de estudo propício para a realização dos estudos dos nossos alunos.

Por que não montar uma sala de aula, uma escola em casa? Se a resposta é “Como?”, iremos dar sugestões para que vocês possam montar de uma maneira bem fácil. Obviamente, o ambiente escolar é fundamental para o desenvolvimento dos alunos, pois lá eles interagem, socializam, desenvolvem a fala, são instigados a resolver problemas e seguem uma rotina, o que é muito importante para as crianças.

Mas, neste momento de quarentena, precisamos nos adaptar. Vamos, então, às sugestões de como podemos fazer isso de forma tranquila, divertida e significativa para a realização das atividades propostas.

  • Procure um ambiente calmo, neutro;
  • Coloque uma mesa e cadeira, pode ser pequena, grande, como vocês disponibilizam em casa;
    Façam cartazes com números, letras (pode ser em folha A4), ou com algo que achem interessante colocar;
  • Disponibilizem lápis, giz de cera, borracha, tesoura sem ponta, cola, para a realização das atividades;
  • Caso o ambiente seja junto à sala de estar e à televisão, o aparelho deve ser desligado na hora da atividade, bem como todos aparelhos que tenham som, para evitar distração dos alunos;
  • Na hora de realizar as atividades, é importante a criança ter auxílio de algum membro da família. Essa pessoa deverá explicar o objetivo da atividade assim como a educadora orientaria na escola;
  • Estimule a criatividade e instigue a criança a pensar, a resolver situações problemas, a ter suas conclusões. É importante que ela faça, que ela pense, mesmo que, ao seu ver, não esteja correto.

Segundo Vygotsky, o desenvolvimento cognitivo do aluno se dá por meio da interação social, ou seja, de sua interação com outros indivíduos e com o meio.

Com essas dicas o período de quarentena será prazeroso, cheio de descobertas e
aprendizagens e, logo, estaremos juntos novamente.

Por Luana Moreira
Coordenadora pedagógica da escola Companhia do Carinho

Fonte: redecaminhodosaber.com.br

Como fazer as crianças provarem novos alimentos?Crianças em casa: 22 brincadeiras e atividades para fazer com os filhos durante a quarentena