Adormecer no berço melhora o sono do bebê

junho 15, 2016

Bebês pequenos geralmente mamam até adormecer. Por conta do reduzido tamanho do estômago, eles sentem fome geralmente a cada duas horas. Assim que vão enchendo as barriguinhas e ficando saciados caem no soninho novamente.

O hábito, no entanto, começa a prejudicar o descanso a partir dos seis meses. É que o bebê tende a acordar mais vezes por noite nessa fase. Mesmo que antes a criança tivesse o costume de dormir oito, nove horas seguidas, é normal, segundo o pediatra Daniel Becker que, por conta de características típicas do desenvolvimento, a rotina mude.

“Com seis, sete meses, por conta do desenvolvimento motor, ele pode acordar mais frequentemente. Pode acordar de duas em duas ou de três em três horas”, explica o médico.

O pediatra recomenda que, para melhorar a rotina do sono, é essencial adotar algumas medidas, como expor o bebê, desde recém-nascido à luz e à estímulos durante o dia, conversar, cantar, brincar. À noite usar o mínimo de luz possível e não estimular.

Depois dos três ou quatro meses, ele aconselha a evitar que o bebê durma no seio. Segundo Becker, se o bebê só sabe dormir no peito, ou no colo, toda vez que ele acordar ele vai querer o mesmo ritual para dormir. No entanto, se dormir no berço, ao acordar, vai se sentir confortável, pois vai estar em um ambiente conhecido, e vai dormir sozinho de novo. Mas o gesto de tirar o bebê do peito deve ser feito gentilmente e afetivamente, como ele explica no vídeo abaixo:

Faça um comentário sobre o post
Site permite que crianças brinquem de orquestra e seus instrumentosEmpatia: você sabe se comunicar com seus filhos?

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.